Carta de Jean-François e Aurelio, 27 março 2015

Queridos irmãos,

Reunimo-nos em Perín do 21 al 27 de março, na casa de Aurelio, para refletir e trabalhar sobre a vida das fraternidades. Com esta carta queremos estar unidos a todos vós, nossos irmãos repartidos por todas as partes do mundo, em África, em América do Norte e do Sul, no Centro e no Caribe, em Ásia, Austrália e Europa.

20150327-01Acreditamos que um facto importante nas comunidades cristãs, as quais acompanhamos como sacerdotes, hoje é a palavra do papa Francisco, e as perspectivas de renovação para a vida da Igreja que ele esboçou na exortação apostólica « Evangelii Gaudium ».

Alegramo-nos pela convergência entre os grandes temas desenvolvidos pelo papa Francisco e alguns aspectos fundamentais da mensagem espiritual do irmão Carlos :

  • A alegria que brota do encontro com Jesus
  • O impulso da missão, que passa pela amizade e a familiaridade com o povo que nos é confiado (referência ao « cheirar a ovelha »)
  • O desejo de uma Igreja capaz de « sair para as periferias existenciais »
  • A proposta de « uma Igreja para e com os pobres »
  • A importância da misericórdia com todos os feridos pela vida…

Obrigado a todos nossos irmãos que sublinham esta convergência em seus escritos e manifestações na ocasião de encontros e retiros. Isto nos faz ir para a frente e reitera a vigência de nossa fraternidade sacerdotal no coração da vida e da missão da Igreja.

Nesta semana que vivemos juntos na amizade e a partilha da oração, são vários os temas que nos ocuparam e que estão relacionados de uma ou outra maneira com a « fraternidade universal » querida pelo irmão Carlos :

1) O reconhecimento da fraternidade sacerdotal Iesus Caritas pela Congregação para o Clero. Não se trata só de um trâmite formal para « estar em regra » com a Instituição. Trata-se, sobretudo, de inscrever nosso ministério presbiterial com a nota particular que marca a espiritualidade do irmão Carlos (espiritualidade de Nazaré, dimensão missionária caracterizada pelo apostolado da bondade, a opção preferencial pelos pobres, a nossa vontade de compartilhar responsabilidades com os laicos…) na dinâmica da Igreja universal.

20150327-02Depois da breve entrevista de Aurelio, junto com Secondo (Itália) e Honoré (Burkina Faso), que teve lugar no mês de dezembro último com o cardeal STELLA, novo prefeito para a Congregatio pro Clericis, em Roma, procedemos esta manhã a mandar toda a documentação completa que nos foi solicitada e acompanhada do nosso requerimento. Esperamos o reconhecimento.

2) Trabalhamos também acerca do projeto do encontro intercontinental das Américas, (Norte, Centro, Caribe e Sul) em fevereiro de 2016 em México.

Obrigado ás fraternidades de México que acolherão este importante encontro lhe darão um pão e um tecto.

Obrigado também a Mauricio da SILVA JARDIM de Porto Alegre e a Mark MERTES de Kansas City pelo seu engajamento ativo na preparação.

3) No contexto de uma atualidade marcada pelas tensões vividas entre uma parte dos povos muçulmanos no mundo e os países ocidentais, vemos a importância do encontro em Viviers do 13 ao 19 de julho próximo com o tema « Sacerdotes diocesanos, servidores no encontro entre cristãos e muçulmanos á luz da mensagem de Carlos de FOUCAULD »

Esta sessão permitir-nos-á situar melhor o ministério presbiterial na sua responsabilidade de promover e desenvolver no seio das comunidades cristãs um movimento de encontro e de diálogo com os muçulmanos.

Os sacerdotes das fraternidades de Europa encontrar-se-ão com sacerdotes que exercem seu ministério no Magreb ou no Sahel. Este intercâmbio de experiências parece enriquecedor para adaptar-nos uns a outros preocupando-nos pelo serviço de la « fraternidade universal ».

(Ver o convite a esta sessão no site internacional da fraternidade : www.iesuscaritas.org)

4) A fraternidade universal passa também pela solidariedade econômica de todas as fraternidades.

Para organizar o Mês de Nazaré ou os encontros, e os deslocamentos que isto supõe, a caixa internacional necessita de recursos regulares.

Por isto parece-nos que cada país, com a sua quota, contribua com um 10 % á caixa internacional.

Mark MERTES, responsável de economia da equipe internacional, vai pôr-se em contacto com cada tesoureiro nacional para tornar realidade esta disposição.

20150327-035) Obrigado a todos os que respondestes ao questionário proposto com ocasião do encontro da Família Espiritual de Carlos de FOUCAULD que terá lugar em Castelfranco, na Itália, a primeira semana de Páscoa. Aurelio participará e nos comunicará tudo o que se vai preparando para a celebração do centenário da morte do bem-aventurado Carlos de FOUCAULD.

6) O próximo encontro da equipe internacional será em Perín, na Espanha, de 20 a 29 de outubro de 2015.

Vai ser um tempo para nos pormos á escuta juntos acerca de todo o que se vive nas fraternidades pelo mundo.

Trata-se também para a equipe de um espaço para discernir o que o Senhor espera de nós para que, juntos, em fraternidades espalhadas pelo mundo inteiro, estejamos ao serviço da unidade da família humana, como um chamamento do Concílio Vaticano II, onde o irmão Carlos é apresentado como o « irmão universal ».

Não esquecemos que nestas reuniões da equipe internacional é o espírito de Nazaré que nos guia e nos chama a viver concretamente o encontro com o povo e as comunidades cristãs que nos acolhem.

Neste espírito encontramo-nos ao longo desta semana com o bispo de Cartagena, José Manuel LORCA, as irmãzinhas de Jesus e irmãos sacerdotes da fraternidade de Murcia, bem como todas as pessoas acolhidas e as que acolhem na comunidade de Torre Nazaré e os vezinhos da paróquia.

20150327-04Desejamos a todos vós um bom caminho para a Páscoa y vos mandamos um abraço de todo o coração.

Jean François e Aurelio

Perín, Cartagena, Murcia, Espanha, 27 março 2015

PDF: Carta de Jean François e Aurelio,Perín,27março2015,portugués

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.