SIMPÓSIO, Irz Madalena de Jesus, fraternidade irmâzinhas de Jesús, Belo Horizonte, PUC SÂO PAULO, Semana de Teologia, junho 2016

SIMPÓSIO – CENTENÁRIO DO IR. CARLOS DE JESUS.
IRMÃZINHA MADALENA DE JESUS

Fraternidade Irmãzinhas de Jesus, Belo Horizonte

ANTECEDENTES:

  • Nasce em Paris: 26/04/1898. Suas raízes são na Lorena, fronteira com Alemanha. Viveu experiência de guerra onde perde a avó e também seus irmãos e irmã. Fica só com seus pais.
  • Sua vocação começa desde criança. Marcada por essas experiências e também pelo amor aos árabes, através de seu pai, médico no Saara. Esses acontecimentos e, mais tarde a leitura da biografia de Charles de Foucauld, escrita por René Bazin, fazem–na descobrir a face de “Um Deus que se aproxima”.

QUE IDEAL ERA ESSE ?

  • Vivência evangélica, pobreza total, inserção nas populações marginalizadas e principalmente o Amor com toda plenitude.Ela percebeu aí o evangelho vivido até o fim por este homem que foi até os confins da terra para “levar o banquete” aos mais afastados.
  • Enfim, soara a hora de Deus. Foram 40 anos de espera: saúde frágil…

IDA AO SAARA

  • Madalena embarca em 1936 para o Saara com sua mãe e uma companheira.
  • O tempo vivido em Boghari não a cumulou. Continuava nela a sede de uma “vida de oração contemplativa”.

O SONHO

  • Madalena sentia-se cheia de defeitos, impotente. Essa experiência de fragilidade que a faz experimentar a presença de um Deus pequeno, frágil . Essa experiência, ela classifica de um “lindo sonho”, algo que a inunda de “luz, ternura e amor”. É assim que tenta explicar essa presença em sua vida de um Deus que se entrega em total abandono, por Amor. Essa imagem de Deus-Pequeno, a criança de Belém que se revela a ela, é um convite a abandonar-se, como uma criança nos braços do pai. Convida a ir ao encontro de seus irmãos/ãs, simplesmente para amá-los, partilhar suas vidas na ternura e na humildade.

EL GOLEÁ

  • Vai em peregrinação ao túmulo do Ir. Carlos e lá encontra Pe. Voillaume que a anima escrever uma Regra de Vida e começar o noviciado em vista de fundar as Irmãzinhas de Jesus.

TOUGOURT

  • Em 1939 faz sua profissão religiosa e vai morar em Tougourt, em meio aos nômades e faz com eles uma linda experiência de amizade que marca a Fraternidade. Vive com eles no respeito, na confiança, na amizade. E sempre repetia às irmãzinhas: “pode existir uma verdadeira amizade com pessoas diferentes de nós.”
  • Em 1940 começam a chegar as primeiras irmãzinhas. Ela escreve o Boletim Verde, onde resume o ideal da Fraternidade das Irmãzinhas de Jesus.

FRATERNIDADE UNIVERSAL

  • Em 1946, Irz. Madalena vive a experiência mística da Paixão. Aí compreende a imensa compaixão de Deus frente a todo sofrimento. Aí adquire a certeza de que a Fraternidade tem que ser Universal. Até então era para os nômades. Espalha irmãzinhas pelo mundo inteiro, nos cinco continentes. Irz. Madalena procura estar atenta aos mais diversos meios, religião e povos: pigmeus, indígenas, ciganos, circo, mundo operário e rural, igrejas orientais… No entanto nunca abandonou o mundo muçulmano, e aí sente necessidade de levar um testemunho de amor, respeito, doçura.

PAIXÃO PELA UNIDADE

  • Unidade oferecida a todos/as: é pelo amor que salvaremos o mundo.
  • Ecumenismo
  • Romper Fronteiras: Irz. Madalena era uma mulher que buscava unir, romper fronteiras: visitava os países fechados por regimes totalitários, para aí irradiar Jesus.

DISCIPULA DO IR. CARLOS : Como discípula do Ir. Carlos, qual é seu legado?

  • Busca do Absoluto de Deus: busca de Deus na vida. Imersão no mundo. Contemplação no mundo dos pobres.
  • Fermento na Massa: misturar-se, desaparecer no meio dos/as irmãos/ãs fermentando, levando vida.
  • Infância Espiritual: um estado de simplicidade, de alegria que consiste na confiança, no abandono nas mãos de Deus. ( Fazer-se criança é condição para entrar no Reino…Lc 9, 46 ). Traços de Deus revelado no presépio: doçura, ternura, tolerância, luz, esperança, alegria. Aspectos que o mundo de hoje precisa.
  • Contemplando esse Deus Todo Poderoso que se encarnou no meio de nós, para ter acesso aos pequenos, encontramos o “último lugar” de que fala o Ir. Carlos.
  • Eucaristia: Deus que se entrega como alimento. “Festim para os pobres, para os últimos.” Vida consagrada, entregue como algo “utilmente devorável. Uma vida eucarística”.
  • Gritar o evangelho com a vida. Ser testemunhas da Misericórdia de Deus
  • Nazaré: Irz. Madalena dizia:¨Você tem um único modelo, Jesus, Não procure outro”. Faça-se tudo para todos (1Cor.9,2); árabe com os árabes, nômades com os nômades … mas antes de tudo, seja humana. E acrescentava: “ por favor sejam humanas e cristãs antes de serem religiosas.

A fraqueza dos meios humanos é causa de força – JESUS é o Senhor do impossível” (Irz. Mad. De Jesus)

Fraternidade Irmãzinhas de Jesus, Belo Horizonte

PDF: SIMPÓSIO- Irz. Madalena de Jesus, Irnâzinhas de Jesus, Belo HORIZONTE, PUC SÂO PAULO, junho2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.